Empregados domésticos demitidos sem justa causa podem receber R$ 937 de seguro-desemprego

Em entrevista ao portal de notícias R7,  expliquei sobre a necessidade de existência de uma diferenciação entre o seguro-desemprego formal — para funcionários CLT — e o para empregados domésticos é importante, já que dá melhores condições à pessoa enquanto busca uma recolocação profissional.

O trabalhador foi demitido sem justa causa — por justa causa não tem direito ao seguro desemprego — e nem sempre consegue um emprego rapidamente, o que lhe garante renda enquanto está desempregado.

Os trabalhadores CLT recebem um montante que varia de acordo com a média salarial de três meses antes da demissão, enquanto os domésticos não cadastrados conseguem um salário mínimo. O primeiro caso tem direito a até cinco parcelas de seguro, enquanto o segundo pode receber até três.

”O Empregador Doméstico não tem um valor adicional para custear o seguro desemprego, que é o caso das empresas que tem o confins”.

Confira a matéria aqui

Deixe seu comentário

Cadastre-se e receba em seu email as nossas novidades e dicas!