Entenda como pagar o retroativo do empregado doméstico no eSocial

Em entrevista ao Jornal Extra, tive a oportunidade de explicar o pagamento do salário retroativo.

Embora ainda dependa de sanção do governador Luiz Fernando Pezão, o novo piso regional do Rio, aprovado pela Assembleia Legislativa (Alerj), vai exigir atenção do empregador doméstico. O reajuste foi de 5% para 2018, elevando o salário inicial das domésticas de R$1.136,53 para R$ 1.193,36. O governador tem 15 dias para sancionar ou vetar o piso regional para trabalhadores do setor privado e o valor tem efeito retroativo a janeiro deste ano.

Opinião

Após a decisão do governador ser publicada em Diário Oficial, o patrão deverá entrar no sistema e alterar o salário do profissional para o novo valor.
Para o cálculo do DAE, o patrão vai adicionar 20% dos recolhimentos obrigatórios do empregador, totalizando R$ 238,67 + R$ 11,37, referente ao desconto da diferença sobre o salário de janeiro). Em relação aos encargos pelo empregado, será preciso recolher 8% sobre o salário base do mês (R$ 1.250,19), totalizando R$ 100,02.

Confira a matéria completa

 

Deixe seu comentário

Cadastre-se e receba em seu email as nossas novidades e dicas!